sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

ANGOLA 6

CANTORES:

- Teta Lando, um dos maiores senhores da música angolana foi eleito, presidente da União Nacional de Artistas e Compositores (UNAC).

- Rui Mingas começou a distinguir-se nos anos 1960 e 1970, como cantor oficial da Casa dos Estudantes do Império.

- Bonga, é um cantor e escritor de letras de músicas angolanas.

- Duo Ouro Negro ( Raul Indipwo e Milo) fizeram grande sucesso na decada de 60/70

- Filipe Mukenga cantor e compositor de musicas angolanas.

Arte:

A arte da máscara azul de Angola, as máscaras de madeira e as esculturas não são criações meramente estéticas, tal como na maioria da arte africana. Elas têm um papel importante em rituais culturais, representando a vida e a morte, a passagem da infância à vida adulta, a celebração de uma nova colheita e o começo da estação da caça.


Os artesãos angolanos trabalham madeira, bronze e marfim, nas máscaras ou em esculturas. Cada grupo etno-linguístico em Angola tem os seus próprios traços artísticos originais. O pensador de Cokwe é provavelmente a peça de arte mais famosa das criações angolanas, uma obra-prima da harmonia e simetria da linha.
O Lunda-Cokwe na parte nordeste de Angola é conhecido também por suas artes plásticas superiores.












PINTORES:Raul Indipwo foi um cantor e pintor angolano.











Arlete Marques artista plástica







Tho Simões artista plástico

ANGOLA 5

DANÇA:
A dança em Angola distingue diversos géneros, significados, formas e contextos equilibrados a vertente recreativa com a sua condição de veículo de comunicação religiosa, curativa, ritual, e mesmo de intervenção social.

MERENGUE:
O merengue angolano (baseado nao Dominicana )na qual um dos pés marca o tempo e o outro é arrastado no chão. Em sua origem foi uma dança crioula , e sua primeira referência escrita data do SEC. XIX O estilo mais popular do merengue é habitualmente interpretado por um amplo conjunto de instrumentos que inclui vários saxofones, acordeões, trompetas e teclados com vocalistas divertidos. Ao nível coreógrafo , o merengue apresenta passos fáceis e rápidos, dançados por casais entrelaçados

KAZUKUTA é uma dança de sapateado lento, seguido de oscilações corporais, firmando-se o bailarino, ora no calcanhar, ora na ponta dos pés, apoiando-se sobre uma bengala ou guarda-chuva. Os tocadores usam instrumentos como latas, dikanzas, garrafas, arcos de barril e, para algumas variações rítmicas, a corneta de latão e caixa corneta. Os bailarinos trajam-se de calças listadas e casacas devidamente ornamentadas, representando alguns postos do exército, cobrindo o rosto com uma máscara, representando alguns animais, para melhor caricaturar jocosamente o inimigo (o opressor).

SEMBA é uma dança de salão Angolana Urbana. Dançada a pares, com passadas distintas dos cavalheiros, seguidas pelas damas em passos totalmente largos onde o malabarismo dos cavalheiros conta muito a nível de improvisação. O Semba caracteriza-se como uma dança de passadas. Não é ritual nem guerreira, mas sim dança de divertimento principalmente em festas, dançada ao som do Semba. Uma dança de cadencia rítmica ligeiramente acelerada.

EFUNDULA é a maior festa das raparigas na puberdade, e da circuncisão entre os Lunda tchokwe com um grande batuque designado txissela. Durante o qual é da regra a maior liberdade entre os dois sexos.
Esta dança actual, evoca bastante a conhecida pintura pré-histórica de cônsul (lerida), figurando mulheres dançando ritualmente em tomo de um sátiro, o que traduz a manifestação do culto de fertilidade.


KIMUALA é dança dedicada ao espírito Dinyânga(caçador) exibida por ocasião da morte de um grande mestre de caça.Nas regiões de Viana e Ilha de Luanda o mesmo tipo de dança é denominado Mabalakata.O seu estilo rítmico deu lugar ao tipo de dança Semba no carnaval luandense.


REBITA É um gênero de música e dança de salão angolana que demonstra a vaidade dos cavalheiros e o adorno das damas. Dançada em pares em coreografias coordenadas pelo chefe da roda, executam gestos de generosidades gesticulando a leve cidade das suas damas, marcando o compasso do passo da massemba. O charme dos cavalheiros e a vaidade das damas são notórios; enquanto dança se vai desenvolvendo no salão as trocas de olhares e os sorrisos entre o par são freqüentes. É dançada em marcação de dois tempos, através da melodia da música e o ritmo dos instrumentos.

KIZOMBA Kizomba é uma terminologia Angolana da expressão lingüística Kimbundo que significa"festa" surgido em angola na década de 80 sendo uma fusão do semba (um predecessor do samba) com outros estilos musicais, a saber o Zouk. É dançado idealmente acompanhado por um parceiro, muito próximo um do outro e lentamente, podendo também ser rapidamente. Exige uma grande flexibilidade nos joelhos, devido à exigência freqüente dos casais( pares) se movimentarem de cima e para baixo lembrando uma verdadeira música de salão. A influência do kizomba de Angola é sentida na maioria da África Lusófona e em Portugal..
KUDURO Estilo de música e dança Angolana. Dança recreativa de exibição individual ou em grupo. Fusão da música batida, com estilos tipicamente africanos, criados e misturada por jovens Angolanos, entusiastas e impulsionadores do estilo musical, adaptando-se a forma de dançar, soltando a anca para os lados em dois tempos sutilmente, caracterizando o movimento do bailonço duplo.Da dança Sul-Africana denominada “Xigumbaza”, que significa confusão, que era dançada pelos escravos mineiros, enquanto trabalhavam mudos, e surdos só as vozes das botas se faziam ouvir como um canto de revolta, adaptando-se ao estilo musical Kuduro.

TARRACHINHA é uma das danças modernas da Angola moderna. Ao contrário da Kizomba


http://calengavilaverde.bloguepessoal.com/92011/Aprender-a-dancar-Merengue/ ( Merengue)

http://www.youtube.com/watch?v=4CkXhtw7UNk ( Kuduro )

http://www.youtube.com/watch?v=AS-nrZoDmdE ( kizomba)

ANGOLA 4

GASTRONOMIA:

A gastronomia angolana é muito influenciada pela cozinha Portuguesa e pelos métodos culinários de Moçambique. Atualmente, a cozinha angolana é famosa por combinar e misturar sabores e métodos da cozinha, portuguesa e africana.



O prato típico de Angola é o funge, uma espécie de polenta cremosa feita com farinha de mandioca ou de milho.

O acompanhamento pode ter: a quizaca (folhas do pé de mandioca maceradas, cozidas e temperadas); o peixe fresco cozido (ensopado); o peixe seco cozido ou assado; a galinha de cabidela (ao molho pardo); a muamba (prato à base de galinha, jinguba (amendoim), quiabos e outros temperos); ou o feijão preparado no óleo de palma (tipo de azeite de dendê), entre outros.


Algumas Receitas

Muamba de Peixe
Ingredientes:300 grs de abóbora250 grs de quiabos1,5 kg de corvina ou garoupa2 cebola2 berinjela2 dentes de alhoSal Pimenta (gindungo)2dl de óleo
ConfecçãoDepois do peixe arranjado corta-se às postas.Leva ao lume num tacho o óleo-de-palma, a cebola e os dentes de alho picado.Assim que a cebola alourar um pouco, junta-se os quiabos cortados ao meio, assim como as berinjela descascadas e cortadas e cortadas aos cubos e a abóbora aos quadros.Deixa-se refogar um pouco mexendo.A diciona-se um pouco de água e põe-se o peixe, o gindungo e tempera-se de sal.Deita-se mais um pouco de água e deixe-se o peixe cozer (+-10 min). Sirva acompanhada com funje.

Quizaca
Ingredientes:1/2 kg de couve usada para caldo verde ou de espinafre1/2kg de camarão2 cebolas grandes4 dentes de alho2 colheres de sopa de azeite4 colheres de sopa de pasta de amendoim (jinguba)Sal q.b
Confecção:Lava-se muito bem a couve ou o espinafre, dá-se uma fervura e escorre-se a água.Leva-se um recipiente ao lume brando com azeite, as cebolas cortadas aos pedaços muito pequenos, os dentes de alho cortados da mesma forma e sal q.b.A parte, frita-se o camarão e corta-se aos pedaços.Mistura-se ao refogado e deixa-se cozer, acrescentando ao mesmo tempo a pasta de amendoim, diluída em uma chávena de água tépida.Deixa-se cozer até ficar soltinha.Acompanha qualquer prato de carne ou peixe.

OBS: Quizaca são folhas de mandioqueira.

Calulu de Peixe Seco

Ingredientes:1 kg de peixe seco1 kg de peixe fresco1 kg de rama de batata doce (folhas tenras) ou espinafre1 cebola grande3 tomates2 dentes de alho500 grs de quiaboSal2 copos de óleo de palme(óleo de dendê)
Confecção:Demolha-se o peixe seco (como se fosse bacalhau), mas sem deixar sair o sal todo.Tempera-se o peixe fresco com alho, sal e vinagre ou limão de preferência.Numa panela, vai-se intercalando, um pouco de peixe seco, um poço de peixe fresco, cebola cortada aos pedaços, tomate, quiabos e espinafre ou folha de batata doce e corgete até acabar.Junta-se o óleo de palma e leva-se a cozer em lume médio até estar tudo bem cozido.Serve-se com funje (pirão ou angu) e ou feijão de óleo de palma.

Feijão de Óleo de Palma
Ingredientes:1 litro de feijão1,5de água2,5dl de óleo de palmasal
ConfecçãoDepois de ter estado de molho, lava muito bem o feijão.Coloca-se o feijão a cozer num tacho (panela) com 1,5 L de água.Quando estiver meio cozido, deita-se meia chávena de óleo de palma, deixando então cozer completamente.Depois deita-se o resto do óleo, mexe-se para não agarrar e pode-se esmagar um pouco o feijão para engrossar.Deixe-se cozer o resto do óleo em lume brando.De vez enquando é conveniente “dar uma volta ao feijão” para que este não agarre no fundo da panela.Docemente para não esmagar!Deixe apurar e retificar os temperos.
Serve-se com farinha de mandioca torrada.Quem gosta pode espalhar por cima do feijão.Também pode acompanhar com banana ou mandioca cozida.

Muamba de Galinha

Ingredientes:1 galinha15 dendéns100 gr de abóbora carneira12 quiabos médios e tenros1 dl de azeite2 cebolas2 dentes de alhoSal e gindungo
ConfecçãoCorta-se a galinha depois de limpa e esfrega-se com o sal, o alho e o gindungo pisado. Põe-se num tacho com a cebola picada e o azeite e deixa-se alourar.Cozem-se os dendéns à parte, logo que estejam cozidos, escorre-se a água e esmagam-se para separar os caroços.Deita-se cerca de 1 litro de água morna aos poucos, espreme-se bem e côa-se.Depois desta operação ficamos com cerca de 2 litros de água.Adiciona-se à galinha e deixa-se cozinhar misturando a abóbora e por fim os quiabos.Depois de cozido, serve-se com funge.

Galinha de Cabidela
Ingredientes: 1 galinha 3 colheres sopa de vinagre 4 tomates 1 cebola 2 dentes de alho 1 folha de louro óleo q.b. sal e pimenta branca à gosto
Confecção:Mate a galinha e aproveite o sangue, ao qual se dever misturar o vinagre para não coagular. Corte a galinha em pedaços pequenos e lave-a bem.Leve ao lume a galinha com o tomate, a cebola cortada em rodelas, a folha de louro, o óleo, o alho picado com um pouco de sal e leva-se a cozer em lume brando. Depois de cozida a galinha, junte o sangue e leve novamente ao lume, para deixar cozer durante alguns minutos, até apurar o molho.Sirva com arroz branco.

Galinha de Angola ao sal
4 kg de sal marinho puro ou: preparar uma massa em volume adequado com 1 kg de sal grosso e a massa de dois kg de farinha de trigo e água
Preparar a galinha de angola para assar. Seus miudos, pontas da asa, pescoço, os pés.a moela e o fígado são ingredientes utilizadas a parte como pequenas entradadas: o paté de miudos e a geléia salgada. Forrar com papel de alumínio o fundo e os lados de uma panela grande de ferro. Colocar no interior uma boa camada de sal marinho puro (ou a massa de sal grosso). Colocar no centro a ave, o peito para baixo. Cobrir completamente com o resto do sal, (ou a massa de sal grosso), dobrar o papel de alumínio sobre ela, para fechar tudo. Levar a panela ao forno muito quente (250° à 280°) durante 1 hora e quinze minutos. Para servir, desformar sobre uma travessa o bloco da massa de sal que se formou. Tirar o papel de alumínio, quebrar o bloco e assim deverá estar dourado no ponto. Aromatizado principalmente pelo iodo que se encontra no sal, seu sabor é incomparável e a carne das mais suculentas

SOBREMESAS:

Dendém Açucarado
Ingredientes:500 gr de dendém sombo150 gr de açúcarQ.b de água
Confecção:Obtido o dendém ao gosto, cortam-se os extremos, depois de lhe dar uma lavagem.Num pequeno recipiente põe-se o açúcar e uma pequena porção de água ao fogo até o açúcar derreter.Em seguida, põe-se os dendéns dentro do recipiente e deixa-se cozer até a calda ficar um pouco espessa.Tiram-se os dendéns da panela e deixa-se arrefecer num prato.

PARACUCA
INGREDIENTES:
1 KG. DE GINGUBA NATURAL (SEM SER TORRADA)
1 KG. DE AÇÚCAR
1 LT. DE ÁGUA


PREPARAÇÃO:
Deitam-se todos os ingredientes numa panela e leva-se ao fogão em lume brando.
Depois de levantar fervura, vai-se mexendo com uma colher de pau, sempre lentamente.
Continua-se a mexer, até que a paracuca esteja pronta e bastante solta.
ESPALHA-SE A PARACUCA NUM TABULEIRO PARA ARREFECER.

CREME DE ABACATE
INGREDIENTES:
6 ABACATES
1 CÁLICE DE VINHO DE PORTO
AÇÚCAR A GOSTO

PREPARAÇÃO:
Corta-se as abacates em 2 metades e tira-se o caroço de cada um, a seguir retira-se com
uma colher, a polpa dos abacates e deita-se numa taça.
Seguidamente acrescenta-se algum açúcar e com a varinha mágica, transforma-se a polpa
dos abacates em creme.
Quando o preparado estiver creme, rectifica-se o açúcar (a gosto) e acrescenta-se o cálice
de vinho do Porto.
Mexe-se mais um pouco para o creme ficar bem misturado e coloca-se no frigorifico.
Serve-se frio em pequenas taças.

Angola – Culinária in:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/turismo/africa/angola-culinaria.shtml http://www.gastronomias.com/lusofonia/ang003.htm
http://www.gastronomias.com/lusofonia/angola.html
http://culinaria.weblog.com.pt/arquivo/143070.html
http://www.nexus.ao/culinaria/ver_rec.cfm?m_id=87





KIMBOMBO: É semelhante à KISSANGUA, porém com teor alcoólico mais elevado, devido ao tempo de fermentação da casca da fruta (mais de 2 dias).

MARUFO: É o “vinho de Palma”, bebida alcoólica estraída da palmeira. Que também é feita a partir do processo de fermentação da matéria prima. Também fica mais ou menos forte, de acordo com o tempo de fermentação.

BIBIDI: É uma aguardente apreciada na região específica de M’Banza Congo e é uma “Cachaça de Cajú”.

CAPURROTO ou CAPUCA: É uma bebida alcoólica destilada a partir do açúcar, só que tem uma característica muito peculiar. É acrescido ao açúcar fermentado “Carvão de pilha” (dentro das pilhas existe um carvão que separa as cargas é esse carvão que é retirado das pilhas e introduzido na CAPUCA, vindo a dar um efeito “Enlouquecedor”.

CACHIPEMBE: Bebida alcoólica (Aguardente) destilada a partir da fermentação de farelo de milho, açúcar e fermento.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

ANGOLA 3

ALGUNS FRUTOS DE ANGOLA:
Em Angola existe uma variadissima gama de frutos tropicais:

O "caju" se constitui de duas partes: a fruta propriamente dita, que é a castanha; e seu pedúnculo floral, pseudofruto geralmente confundido com o fruto Este constitui-se em um pedúnculo piriforme, amarelo, rosado ou vermelho, geralmente carnoso, suculento e rico em vitamina C, Ferro e é comestível.


Mamão, ou papaia é o fruto do mamoeiro ou papaeira, árvores das espécies do gênero Carica.







A goiaba fruto da goiabeira, árvore da espécie Psidium guajava, da família Myrtaceae.




A pitanga é o fruto da pitangueira. Drupa globosa, carnosa, vermelha (a mais comum), amarela ou preta, e bastante saborosa, a pitanga é nativa das restingas.


Sap-Sap este é um fruto bastante saboroso da árvore da família das Anonáceas.







A Múcua é o fruto do Imbondeiro que é uma árvore africana de grande porte e uma das mais grossas do mundo.











O maboque, Lam, da família das Strychnaceae, é um fruto do sul de África.







Abacaxi ou ananás é uma planta monocotiledônea.
Os abacaxizeiros compreendem muitas variedades frutíferas tanto selvagens, como cultivadas.

Kissangua de Abacaxi:
(esta bebida alcoólica é frequentemente vendida em locais públicos pois quando fresca tem um sabor muito agradável e dá-nos uma autêntica sensação de matar a sede)
Ingredientes para experimentar fazer em casa:
Casca de 2 abacaxis bem maduros e lavados
2 litros de água
1 xícara de açúcar mascavo
6 cravos-da-índia
1 colher (chá) de gengibre ralado.
Confecção:
Coloque as cascas de abacaxi em uma tigela grande e cubra com água. Cubra a panela com pano limpo e deixe descansar até o dia seguinte. Junte os demais ingredientes e deixe descansar por mais um dia. Coe a bebida para uma jarra e deixe na geladeira até o momento de servir.
Assim obtém um sumo natural não-alcoólico.
Se quiser obter uma bebida alcoólica, então aumente o repouso da bebida para uma semana (há quem acelere o processo de fermentação adicionando uma colher das de chá com fermento).
Geralmente deixa-se repousar a bebida com a casca do abacaxi cortada em pedaços menores dentro de um garrafão tapado com uma rolha de cortiça e quando esta saltar disparada ao fim de uma semana mais ou menos é porque a bebida está pronta para consumo e tem o mesmo teor de alcoolémia igual ao da cerveja.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

ANGOLA 2

GEOGRAFIA:

Angola encontra-se localizada na costa ocidental de Africa.

Angola tem uma população de 12.500.000 habitantes
(49,3% Homens/ 50,7% Mulheres) composta de vários povos, etnias e culturas, uma diversidade de idiomas, embora o português seja a Língua Oficial.

A capital é Luanda, tem uma população de 1.500.00 habitantes.
A sua Costa maritima é de 1650Km.

Angola é dividida por provincias e municípios:
Existem 18 províncias em Angola:
Bengo,Benguela, Bié, Cabinda, Cuando-Cubango, Kwanza-Norte,Kuanza-Sul, Cunene, Huanbo,Huíla, Luanda, Lunda-Norte, Lunda-Sul, Malange, Moxico, Namibe, Uíge, Zaíre.
Língua Oficial é o Português

Principais dialéctos Nacionais:

Umbundu(Centro e sul de Angola)

Kimbundu(Centro Norte)

Kikongo (Norte)

Cokwe, Fiote, Kwanyama (Sul de Angola)

Religião:

Católica 51%; Protestante 17%; Tradicional (Animista) 30%; Outras 2%.

PRINCIPAIS RIOS:



O principal rio de Angola é o RIO Kwanza com 1000 Km


-RIO Kubango com 975 Km
-RIO Cunene com 800 Km
-RIO Zaire com 150 Km
Clima:

Tem um clima Tropical

Existem 2 estações do ano:

O Verão que é de outubro a Abril é nessa altura que as chuvas são abundantes e o calor é quente e seco com temperaturas minimas de 23ºC.

O Cacimbo é de Maio a Setembro com temperaturas entre os 19ºC (atendendo ao deserto de Namib)

A palavra Namib, no idioma local, significa "enorme" e de fato o deserto ocupa uma área de cerca de 50.000km².

Entre as plantas existentes no Namibe, sobressai a welwichia mirabilis , cujas folhas absorvem a humidade do ar. Esta planta pode durar mais de 100 anos. Mesmo assim, há muita vida no Namibe: vivem lá por exemplo a cobra do deserto, o elefante africano, lagartos, entre outros que conseguem sobreviver a este clima quente.


FLORA:
Angola apresenta cinco tipos de zonas naturais:
- A floresta húmida e densa como a de Maiombe que encerra as mais raras madeiras

- As Savanas secas com árvores ou arbustos, em Luanda, baixa de Cassanje e certas áreas da Lunda.

Depois existem ainda zonas de Estepe ao longo de uma faixa que tem o início a sul do Sumbe e, por fim, a Desértica que ocupa uma estreita faixa costeira no extremo sul do país, onde podemos encontrar no deserto do Namibe uma espécie única no mundo que tanto caracteriza este país a “welwitchia Mirabilis”.

FAUNA:

Em Angola conhecem-se inúmeras espécies espalhadas pelas várias regiões.

Na floresta do Maiombe habitam gorilas, chimpanzés e papagaios, nas zonas naturais mais úmidas do norte, centro, centro e leste, podemos observar o golungo, a palanca negra gigante, uma espécie única no mundo e em vias de extinção, a seixa, os elefantes.

Já nas regiões mais secas aparecem a cabra de leque, o
guelengue do deserto ou orix, o gnu, a impala, a chita, o búfalo, também o elefante, a zebra e a girafa.

Animais mais ou menos comuns a todo o território são a hiena, a palanca vermelha, o leão, o leopardo e o hipopótamo.

Na fauna marítima existem igualmente uma enorme variedade de peixes e de mariscos que se encontram também nos rios e que, a par destes, podemos ver também crocodilos e jacarés.



ECONOMIA

A economia de Angola caracteriza-se por ser predominantemente agrícola , sendo o café sua principal cultura. Seguem-se-lhe cana-de açucar, sisal, milho, banana, cacau, coco e amendoim.

Entre as culturas comerciais, destacam-se oalgodão, o tabaco e a borracha

Os maiores rebanhos são de gado bovino, caprino e suíno.


RECURSOS MINERAIS:


Angola é rica em minerais, especialmente diamantes, petróleo, gás natural e minério de ferro ; possui também jazidas de cobre, magnésio, fosfatos, sal, mica, chumbo, estanho, ouro e platina.


As minas de diamante estão localizadas perto de Dundo, no distrito de Lunda.

Importantes jazidas de petróleo foram descobertas em 1966, ao longo de Cabinda, assegurando ao país a auto-suficiência.

Em 1975 foram localizados depósitos de urânio perto da fronteira com a Namíbia.


ANGOLA


HINO DE ANGOLA

Ó Pátria nunca mais esqueceremoS



Os heróis do 4 de Fevereiro



Ó Pátria nós saudámos os teus filhos



Tombados pela nossa independência



Honrámos o passado, a nossa história



Construímos no trabalho o homem novo



Honrámos o passado, a nossa história



Construímos no trabalho o homem novo
Angola avante, Revolução



Pelo poder Popular



Pátria unida, liberdade



Um só Povo uma Nação
Levantemos nossas vozes libertadas



Para a Glória dos Povos africanos



Marchemos combatentes angolanos



Solidários com os Povos oprimidos
Orgulhosos lutaremos pela Paz



Com as forças Progressistas do mundo
Orgulhosos lutaremos pela Paz



Com as forças Progressistas do mundo
Angola avante, Revolução



Pelo poder Popular



Pátria unida, liberdade
Um só Povo uma Nação



INTRODUÇÃO
História de Angola

Angola era um País governado pelo monarca africano, Rei do Congo.
Angola foi povoada pelos portugueses no Séc. XV e permaneceu até 1975.
O primeiro Português a alcançar Angola, foi o explorador Diogo Cão que desembarcou na Foz do Rio Congo em 1483.
Em 1490, os portugueses enviaram uma pequena frota de navios com padres , trabalhadores e algumas ferramentas para o Rei do Congo. Em breve contudo o comercio de escravos levou a deterioração das relações de Portugal com o Rei Afonso e seus sucessores, essa revoltas internas levaram ao declínio do Rei do Congo. Entretanto os Portugueses expandiram os seus contactos para o sul ao longo da costa, fundado em Luanda em 1576.
O comercio de escravos, continuou até meio do sec. XIX, com aangola a servir a maior fonte de mão de obra para as plantações brasileiras. Descontentes com a governação Portuguesa, começaram a lutar pela independência, iniciando a guerra contra Portugal em 1961.
Em janeiro de 1975, foi estabelecido um governo de transição com representantes do MPLA ( Movimento Popular de Libertação de Angola), da FNLA ( Frente Nacional de Libertação de Angola) e da UNITA ( União Nacional da Independêcia Total de Angola) e o governo Português. Contudo, os violentos combates entre o MPLA e a FNLA em Março de 1975 foi o resultado de várias diferenças politícas. Ainda em 1975 o controlo do país estava dividido pelos 3 maiores grupos de nacionalistas, cada um deles ajudado por potencias estrangeiras.
O MPLA tinha tomado o controlo da capital (Luanda), era apoiado pela União Soviética e pela Cuba, a FNLA era apoiado pelo Zaire e potenciais ocidentais incluíndo EUA, enquanto a UNITA era apoiada por forças Sul Africanas.
A FNLA e a UNITA formaram uma frente unida para combater o MPLA.
O Governo Português proclamou a Independencia de Angola a 11 de Novembro de 1975, transferindo a soberania para o povo Angolano.
O MPLA proclamou a Republica Popular de Angola e estabeleceu um governo em Angola com a Presidência entregue ao Líder do Partido AGOSTINHO NETO tendo como braço militar as FAPLAS ( Forças Armadas Populares de Libertação de Angola).



Político, médico e poeta nascido em 1922,


António Agostinho Neto foi o primeiro presidente da República Popular de Angola.

Proclamou, a 11 de Novembro de 1975, a independência do país.


Morreu em 1979, na Rússia




A 25 de Agosto de 1979, José Eduardo dos Santos foi nomeado Presidente de Angola, que continua até aos dias de hoje.








MOEDA:

O (novo) kwanza é a moeda oficial de Angola desde o ano 1999. O novo kwanza substituiu o kwanza a uma proporção de 1 para 1000. Um novo kwanza é equivalente a 100 centavos.Circularam em Angola quatro moedas diferentes com o nome kwanza, desde 1977.




video




http://www.youtube.com/watch?v=HBx7jAP3_ZU ( imagens de Sá da Bandeira)


http://www.youtube.com/watch?v=_MyIBw89tvY (merengue/rebita)¨***


http://www.youtube.com/watch?v=fgPb8bnJcWw ( Namibe Moçâmedes Caraculo Giraul Leba Tundavala Sá da Bandeira Lubango Angola) ***
http://www.youtube.com/watch?v=Pg52VmxIGlA (Pedras Negras de Pungo Andongo)

http://www.youtube.com/watch?v=hKwjDXBv-ho ( HUanbo, Kuito, e Benguela - Geogina) ***

http://www.youtube.com/watch?v=BQdn_KqpOnE (Angola DuOuro Negro)***


http://www.youtube.com/watch?v=tATk58gE4_g ( Video Turismo em Angola )


http://www.youtube.com/watch?v=2g7XJGtg9Sk ( Angola Selvagem)***

http://www.youtube.com/watch?v=iRD73FDNToI (Luanda, Mussulo, som Du'Ouro Negro)***


http://www.youtube.com/watch?v=NCQ6GLue2Mw (Pedrito do Bié)